sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Democratizar a comunicação, democratizar o Brasil!



“Eu quero ouvir a voz do povo na televisão Tem que acabar com o monopólio da informação Democratize…, democratize já Democratize a comunicação Se eu só tenho a cartolina aqui na minha mão Eu vou postar no facebook pra toda a nação Democratize… democratize já Democratize, a comunicação!”

Nos últimos dois meses o Brasil assistiu a juventude na rua fazendo política. As movimentações foram intensas que impulsionaram antigas práticas de repressão e criminalização que não foram suficientes para desmobilizar. A direita teve então, que adotar outras formas de intimidar os movimentos. Assim, o novo meio foi disputar ideologicamente as movimentações, quando os monopólios de comunicação, mais uma vez aparecem como principais instrumentos nessa disputa de corações e mentes.  
No dia 11 de julho, foi convocada pelas centrais sindicais e movimentos sociais, uma grande manifestação nacional que teve como pautas: Transporte público de qualidade; reforma política e realização de plebiscito popular; reforma urbana; redução da jornada de trabalho para 40 horas; democratização dos meios de comunicação; educação pública e de qualidade; saúde pública e universal; contra PEC 4330 (terceirização); contra os leilões do petróleo; reforma agrária; pelo fim do fator previdenciário. Neste dia histórico a juventude foi para rua mostrar que tem um lado, o lado dos trabalhadores e trabalhadoras.
Nesse mês de agosto está sendo construído em Natal - RN, o Fórum Popular de Lutas, que apresenta como proposta a unidade de todos os partidos políticos, entidades, sindicatos, movimento sociais e demais setores da sociedade civil que tem como objetivo a construção de plataformas políticas e, sobretudo de consolidação de um espaço para que a esquerda possa continuamente dialogar e avançar no processo de construção das lutas populares.
Para o Levante Popular da Juventude é imprescindível à participação nesses espaços, na defesa da unidade das organizações em torno de pautas consensuais e na afirmação e construção de um projeto popular para o Brasil. Nesse momento histórico do país, a juventude e os/as trabalhadores reaparecem como sujeitos determinantes na superação de algumas questões que apresentam entraves para o avanço das lutas populares, a exemplo da mídia, que sempre alimentou a ideologia burguesa. Então para avançar, democratizar os meios de comunicação já? Sim!
A democratização dos meios de comunicação deve ser pauta prioritária para toda a juventude e classe trabalhadora, já que há claramente uma disputa de ideias que reflete na mídia burguesa. É necessário democratizar a comunicação para que se amplie a liberdade de expressão na garantia da pluralidade e diversidade dos meios.  Assim, tencionar o Projeto de Lei de Mídia Democrática formulado pelo Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação a ser lançado no dia 22 de agosto é um dos caminhos para o fortalecimento dessa pauta. No entanto, não esqueçamos que a organização aliada à mobilização popular é taticamente a melhor ferramenta na busca por reformas estruturais.
Levante sua voz! Foi dada a largada: “Democratizar a comunicação, democratizar o Brasil!” para que os meios de comunicação também dê voz à negrxs, indixs, sem terras, trabalhadorxs, juventude. Para ouvir a voz do povo na televisão, democratize, democratize já, democratize a comunicação, socializemos a informação.



Democratizemos a comunicação
Socializemos a informação!