quinta-feira, 31 de outubro de 2013

CARTA - CONVITE: CURSO ESTADUAL DE COMUNICAÇÃO, AGITAÇÃO E PROPAGANDA - RN




Nos últimos meses a juventude brasileira viveu muita coisa. Coisas que nossa geração ainda não tinha vivenciado. Milhares nas ruas indignados com o sistema político, com a manipulação da grande mídia, com a falta de direitos e, principalmente, com o sistema de transporte.
Entretanto, aprendemos rapidamente que nada é tão simples. Não basta só nossa vontade de mudar as coisas se somar a nossa coragem de ir para as ruas. Isso ainda é pouco, quando temos contra nós: políticos financiados por grandes empresários e armados com uma policia truculenta, além de uma mídia poderosa que é capaz de tudo para nos atrapalhar.
São tantos problemas, nós estamos cansados... Mas como relacionar e entender os motivos que fazem um trabalhador demorar 2 horas pra chegar ao trabalho, que fazem a passagem do ônibus aumentar quando os donos das empresas de transporte querem, que tornam os políticos tão ‘incompetentes’ para administrar o dinheiro publico, que esquecem do SUS, que torna a educação de qualidade uma mercadoria bem cara, que quando o jovem tem pais com dinheiro ele vai ter seu futuro garantido, que tantos negros estejam morrendo nas periferias...
Diversos movimentos sociais estudam há muito, nossa sociedade e sabem as razões para tantos problemas, possuem até caminhos para transformar o Brasil! Mas por que será que tanta gente aceita tudo como está? Por que será que o povo não reconhece esses movimentos como referencia política? Por que será que a grande mídia sempre consegue fazer que a maioria pense como ela quer?
O Levante Popular da Juventude acredita que é necessário que a política se renove, que seja capaz de atrair o povo, de agitar, de explicar e confundir! A ditadura militar fez monstruosidades com nossa nação, e uma delas foi separar definitivamente os meios de produção e as técnicas e linguagens artísticas dos trabalhadores, enquanto incentivava a criação de um sistema nacional de televisão – Rede Globo.
Essa foi a distribuição desigual das armas para o duelo pela disputa da consciência do povo: os detentores do poder ficam com a televisão, e os movimentos sociais ficam com o trabalho de base, panfletos e carros de som.
Queremos mais! Temos o desafio de nos apropriar do Cinema (mesmo que começando em vídeos curtos no Youtube), do Teatro (Augusto Boal já nos ensinava que todos nós somos atores), das Artes Visuais (se nós não temos outdoor, temos muros brancos para pintar, grafitar e colar), das mídias sociais (por que será que Luciano Hulk, Paulo Coelho e Kaká são os mais curtidos no Face? O que será que eles têm de tão relevante para compartilhar?)
Pensando nisso, em 2013 o Levante Popular da Juventude organizou em todo o Brasil cursos estaduais de Comunicação, Agitação e Propaganda. Buscando retomar o histórico da agitação e propaganda, debater sua importância tática e capacitar tecnicamente a juventude para expressar suas ideias e projetos.
Nos dias 15, 16 e 17 de novembro em Natal, na Escola Municipal Verissimo de Melo em Felipe Camarão ocorrerá o curso estadual do Rio Grande do Norte que contará com, aproximadamente, 70 jovens do Levante Popular da Juventude, de Pastorais da Juventude e de movimentos de Mulheres e do Campo, de jovens de Mossoró, Macaíba, Natal e de João Pessoa, além de artistas e jovens que estejam interessados em ajudar e entender como os movimentos sociais se comunicam.
As vagas são limitadas, por tanto para participar é só se inscrever aqui! que você receberá a confirmação e todas as informações sobre o curso no e-mail ou nesse evento.
Aguardamos a juventude do projeto popular na certeza de que "A Natureza não é bela; belos são os olhos que a miram. 2008, 2009, 2010...2013 A noite cai sobre o mundo. Que fazer? Silenciar? Sinto sincero respeito por todos aqueles artistas que dedicam suas vidas à sua arte – é seu direito ou condição. Mas prefiro aqueles que dedicam sua arte à vida. Em defesa da arte e da estética, em tempos de crise e de paz. Arte não é adorno, Palavra não é absoluta, Som não é ruído, e as Imagens falam." Augusto Boal