sexta-feira, 25 de outubro de 2013

À JUVENTUDE QUE SE LEVANTA

''Eu acredito é na rapaziada,
que segue em frente
e segura o rojão...''

O Brasil está às vésperas de fazer ENEM. Entre os dias 26 e 27 de outubro,milhares de jovens em todo país estarão se movendo para concretizar mais uma etapa de suas vidas. Para nós,militantes de esquerda,militantes do Projeto Popular significa mais um passo para travar lutas por uma educação acessível a toda população. Queremos cotas para enegrecer a universidade e lutar por bolsas permanências,queremos creches nas universidades para construirmos um feminismo popular nas salas de aula, queremos uma universidade popular para que o povo entre nela sem esse modo segregador de prova que só faz afirmar que a educação não é para todxs!
Por isso estamos organizados no Levante Popular da Juventude,temos a necessidade de transformar o país problematizando e discutindo todas as formas de opressão que a juventude está inserida.

O que nos une?

Certamente o que nos une são os valores ideológicos, a luta que queremos travar para construir outra sociedade. Mas o que é preciso fazer? Assumir o compromisso com essa luta. É claro que não é fácil, pois não é ao mesmo tempo e nem com as mesmas condições que todos nós vamos compreender que o compromisso com a luta precisa da doação, da entrega. Muitos se identificam, chegam junto, porém poucos permanecem, pois no caminho dessa nossa vida para alguns existem alguns desafios que a sociabilidade nos coloca e que às vezes não tem a possibilidade de se dedicar ao movimento, outros ainda não sabem priorizar sua participação no movimento e na luta, mas aos que já estão e permanecem na luta cabe dar o exemplo do que é o sacrifício, deixando, aos que seguem outro caminho, as portas sempre abertas.
Sendo assim, nós do Levante Popular da Juventude desejamos a todxs xs nossxs companheirxs muita tranquilidade para fazer uma boa prova. Pensem que o tempo que vocês tiveram para estudar já passou. Esses próximos dias até a prova é de relaxamento,sigamos em frente que a luta é todo dia.