segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Comissão da Verdade da UFRN será instalada nesta terça-feira, 18

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) vai realizar a solenidade de instalação da Comissão da Verdade da UFRN, na terça-feira, 18, às 17h, no auditório Otto de Brito Guerra, na Reitoria. O objetivo é examinar e esclarecer as violações aos direitos humanos cometidas no período da Ditadura Militar no Brasil.

A Comissão da Verdade da UFRN vai apurar os abusos aos direitos humanos no período do Regime Militar, que foi de 1964 até 1985, investigando especialmente os crimes sofridos por membros da comunidade acadêmica, como professores, servidores e estudantes da UFRN.

A presidência da Comissão ficou a cargo do professor Carlos Roberto de Miranda, que juntamente com membros de diversos setores da Universidade, irá investigar e buscar os fatos ocorridos naquela época. As pesquisas serão baseadas em obras literárias, documentos internos e externos da UFRN, além de depoimentos de pessoas que viveram nesse período ou de conhecidos que sofreram alguma penalidade.

Outra questão que será abordada pela Comissão é a procura pelos documentos do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), que foi criada na Ditadura instaurada pelos militares no Brasil, com a função de manter o controle do cidadão, vigiar as manifestações políticas e exercer o papel de órgão policial. O DOPS deixou diversas informações como ofícios, relatórios, radiogramas e livros que hoje servem como pesquisa histórica.

Também será investigada a Assessoria de Segurança e Informações (SRI), que produzia documentos dentro dos ministérios civis e dos organismos e empresas federais.

* Fonte: Agecom/UFRN