quinta-feira, 21 de março de 2013

Sem medo de ser Negra, Sem medo de ser Negro!!!

No dia 20 de março, algumas mulheres da UFRN se reuniram para debater o "Manual da Caloura", debatemos cada regra e encenamos algumas hitórias de opressão que vivencimamos... 



Um dia antes do Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação (21 de março) muitas histórias sobre a obrigação de ter um cabelo liso e da resistência que o simples fato de manter o cabelo natural representa. Histórias de ausência de negras estudando na universidade, principalmente em cursos 'nobres', histórias de preconceito e ignorância. 

Como é possível que alguns estudantes universitários pensem que não exista negros em nosso Estado?? O Rio Grande do Norte está repleto de negras e negros, se Câmara Cascudo falou o contrário e até hoje algumas pessoas reforçam esta idéia, eles devem ter seus motivos: apagar a identidade do povo é tirar a sua força e matar sua cultura. 

 Mas nossa população sempre foi repleta de índios e Negros!! “Quem pensa o contrário deve almoçar todo dia no Camarões (restaurante nobre de Natal) e não olhar o garçom que está lhe servindo, não deve ter pisado na Zona Norte ou em Felipe Camarão... Não conhece o povo potiguar”!! 

Sem medo de ser Negra e sem medo de ser Negro vamos lutar pela nossa identidade e por nossos direitos!!

Negra, com orgulho e mais um pouco!

Eu sou negra, morena não!
Eu sou negra e ponto,
sem vírgula, sem reticência...
Eu sou negra sem padrão,
Com swingue ou não.

Eu sou negra de cabelo crespo,
liso,cacheado ou trançado,
Eu sou negra...
Eu sou negra com todas as opressões
que um estado burguês pode dar,
Eu sou negra e quero na universidade entrar,
Eu sou negra e quero ver a negritude liberta.

Quero ver o preconceito longe de mim
e dos outros também...
Quero ver o ecoar do candomblé
bailando nas praças,
Quero ver meu nêgo chorar de alegria,
e não a tristeza de viver ...

Eu sou negra, minha gente!
Eu vim lá da África
trazida no grande navio
me fizeram escrava
no trabalho, sexual e mercantil,
Enxerguei a resistência
e lutei, e lutei,luto,lutarei
até o povo viver a verdadeira liberdade!

Mara Farias