terça-feira, 9 de outubro de 2012

Às bóes e aos bóes do Levante Popular da Juventude Potiguar


Massificar...
Isto implica em atuar com firmeza onde quer que haja massas nos sindicatos, nas organizações populares, feministas, estudantis, camponesas e quaisquer outras. O objetivo de tal atuação é desencadear e apoiar lutas e estimular a combatividade das massas.” (Carlos Marighella).

Quanto mais conheço do Levante, mais me orgulho de fazer parte dessa organização. Desde aqui em Sergipe, passando por eventos nacionais (como foi o Acampamento Nacional e a Cúpula dos Povos), até conhecer in loco outros Levantes. As particularidades locais é que nos fortalece nacionalmente.

A atuação no meio popular é a nossa principal marca e o nosso principal objetivo, mas é importante entrarmos nos espaços que estão em disputa, tanto para o trabalho de base, para atrair mais gente para o movimento, quanto para colocarmos as nossas pautas em prática. Por isso botar a nossa cara na Universidade é algo importantíssimo. Por mais que a Universidade que temos AINDA não seja uma Universidade Popular, lutaremos para que seja. “Pintar a Universidade de Povo” como vocês pintaram na bandeira me deu a certeza de que essa luta será constante pelo compromisso de vocês e pela capacidade que temos de atrair mais e mais jovens para dentro do nosso projeto. Democracia popular, soberania, solidariedade, as lutas contra o machismo, racismo, homofobia, a concepção que temos de Universidade e o nosso projeto popular para a Educação, a luta (já travada ai em Natal) por umtransporte público, gratuito e de qualidade, cultura potiguar, que pouco conheci, mas pude perceber que é riquíssima... São só alguns pontos que peguei na nossa carta compromisso e que podem ser trabalhados dentro de qualquer lugar onde estamos inseridos.

“Uma vanguarda não se autoproclama. É sua iniciativa, percepção da oportunidade, capacidade organizativa e ousadia que lhe permitem ocupar este lugar”. (Ricardo Gebrim)

O grupo atual tem pessoas incríveis! Nas diferenças que se completam. É assim que se faz um grupo forte. Alguns eu já conhecia, outros só conhecia por facebook e a maioria conheci ai. Não teve um pra dizer “ihhh, esse é pelego!”, ou algum motivo pra sentir que o grupo não vai pra frente. Vejo muito trabalho a ser feito, mas vejo pessoas comprometidas com o Levante e, principalmente, com o Povo! Bateu também aquele sentimento único: Depois da reunião vi que não estava entre simples amig@s, ou entre pessoas que conheci ao acaso em uma viagem. Me vi e me senti entre companheiros ecompanheiras. Isso é muito significativo e mexe bastante comigo.

Juro pra vocês... Fiquei me coçando pra assinar meu nome na tabela de disponibilidade de horário para as reuniões =~~

É isso, companheiras e companheiros. Espero não ter escrito muita besteira. Só senti necessidade de expressar alguns bons sentimentos que tive por tod@s vocês.

Pro que precisarem, podem contar comigo e com a turma daqui de Sergipe.

Pátria Livre,
Venceremos!

Marcones Oliveira - Levante Popular da Juventude/SE